“Há 3 meses, perdi meu marido para a COVID-19”

Enfrentar uma jornada migratória e ter que deixar para trás toda a sua vida já é extremamente difícil. Imagina então se no meio do processo você perde seu companheiro?

Há 3 meses, enquanto sua família esperava por oportunidade de interiorização no centro de acolhimento São Vicente 2, Catalina perdeu o marido, Pedro, para a COVID-19. 1 mês depois, nasceu Eivans, seu bisneto. Ele sequer teve a oportunidade de conhecer o bisavô!

O novo coronavírus traz desafios adicionais a um contexto já emergencial em que vivem os refugiados venezuelanos em Roraima.

Você pode ajudá-los! Clique aqui e seja acolhedor dessa família!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *