Quando se ajuda alguém, o ajudado é você

“Patrícia é uma mulher inspiradora! Passou por muita coisa e se emociona ao lembrar. Mas conviver com ela e perceber que, apesar de todas as dificuldades, vê beleza na vida e deu a volta por cima é mais do que gratificante. Ela me ensina todos os dias!” As palavras são de Ana Lucia Bahia, uma de nossas acolhedoras, que já nos ajudou a interiorizar duas famílias para Goiânia (GO), em parceria com a Fraternidade sem Fronteiras.

Sabe aquela sensação de que, quando se ajuda alguém, o ajudado é você? É exatamente o que Ana sente. No início de novembro, ela acolheu em sua cidade a família de Patricia Suarez e, desde então, a garra de todos para recomeçar preenche seu coração. “Eles estão muito motivados. Patrícia já está empregada e agora buscamos creche para as duas filhas para que o marido, Luiz Alexandre, possa trabalhar também”, conta Ana, que depois de passar pela experiência tem apenas um conselho para todos: SEJAM ACOLHEDORES! “É incrível como, quando estamos com a intenção de fazer o bem, tudo se encaixa. Me sinto ponte entre a família de Patrícia e todas as pessoas da minha cidade que, de alguma forma, se mobilizam para ajudá-la. É gratificante saber que estamos possibilitando um novo futuro para essas pessoas. Não há palavras!”, diz.

Também quer ser um acolhedor? É só clicar aqui. Vamos juntos! Por amor. Pela paz. ????

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *