O primeiro dia na escola

Desde que chegou ao centro de acolhimento da Fraternidade Sem Fronteiras, onde o Refúgio 343 mantém sua operação em Boa Vista (RR), Keisis Quijada sempre se mostrou muito dedicada aos estudos. Ela fez questão de continuar investindo tempo na sua educação, mesmo em situação de refúgio, à espera de interiorização.

Tamanha dedicação valeu a pena! Graças à acolhedora voluntária Lídia Mendes, Keisis foi interiorizada para a cidade de Batatais, no interior de São Paulo, junto com sua família. Ela mal chegou na cidade e já conseguiu uma bolsa de estudos integral para esse semestre em uma das melhores escolas da região, a Claretiano São José.

O colégio ainda ofereceu um emprego para Isis, mãe de Keisis, e uma bolsa de estudos para seu pai, Leonardo, no curso de Educação Física do Centro Universitário Claretiano.

A felicidade deles é a nossa! Poder contribuir para o sorriso de pessoas que passaram por tanto, deixando para trás seu país de origem, e hoje estão recomeçando suas vidas não tem preço!

Também quer ser um acolhedor do Refúgio 343 e ajudar famílias venezuelanas a recomeçar? É só clicar aqui. Vamos juntos?  

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *