“Trabalhava como paramédica e não tinha dinheiro para alimentar nem vestir meus filhos!”

Paramédica hospitalar, Nohelys atuava na área da saúde na Venezuela. Com a crise, mesmo empregada já não conseguia comprar nem uma cesta básica para alimentar os dois filhos: Antonio, de 13 anos, e Valentina, de apenas 2.

Mãe solo, veio sozinha para o Brasil com as crianças. Caminhou mais de 200 quilômetros com eles até Boa Vista (RR). Dormiu nas ruas. Em janeiro, ela foi acolhida pelo abrigo São Vicente 2, onde o Refúgio 343 mantém operação, e desde então aguarda por uma oportunidade de interiorização.

Em agosto, Nohelys completa 44 anos e só tem um pedido de aniversário: que possa dar um novo lar para seus filhos.

Pode ajudá-la? Clique aqui e saiba como você pode atuar na reinserção dessa família de refugiados venezuelanos junto com a gente!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *