“Vendemos tudo o que tínhamos, mas o dinheiro não deu para a passagem de todos. Precisei deixar meus filhos mais velhos com os avós!”

A história de Miguelangel e Isamar é bastante parecida com a de muitas famílias venezuelanas. Viviam bem, sem luxos. Com a crise, perderam seus empregos. Passaram a fazer trabalhos temporários, mas a renda não era suficiente para colocar comida na mesa para os cinco filhos.

Tomaram a difícil decisão de migrar. Venderam tudo o que tinham, mas o dinheiro não deu para a passagem de todos da família. Por amor, precisaram se separar. Miguelangel e Isamar vieram para o Brasil com a filha mais nova, Sofia, que tem 4 anos. Os mais velhos, com idades entre 7 e 12 anos, ficaram com os avós.

Depois de dias dormindo nas ruas de Roraima, hoje eles estão no centro de acolhimento São Vicente 2, onde o Refúgio 343 mantém operação, buscando por uma oportunidade de recomeçar.

“Só queremos trabalhar para poder trazer nossos outros filhos para perto da gente!”. Você pode ajudá-los! Clique aqui e saiba como atuar na reinserção dessa família de refugiados venezuelanos no Brasil.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *